Uruguai: Roteiro e City Tour por Montevidéu


Quer conhecer um pouco mais sobre Montevidéu? Então, continue lendo essa postagem. Além de contar sobre minha experiência com a Brasileiros no Uruguai, irei compartilhar boa parte do meu itinerário. Espero muito que goste.

Se você ainda não viu as primeiras postagens sobre minha viagem de cinco dias ao Uruguai, é só clicar nos links abaixo de acordo com seu interesse:

Meu formato aqui no blog, você já conhece; organizo tudo por tópico, para que sua leitura seja prática e muito proveitosa. Então, vamos ao índice sobre essa postagem:

  • Informações sobre a agência de turismo escolhida
  • Informações sobre clima em Montevidéu
  • Informações sobre meios de transporte no Uruguai
  • Informações gerais sobre o City Tour em Montevidéu

Cursos Online na Área de Turismo e Hotelaria

Cursos Online 24 Horas – Certificado Entregue em Casa

Agência de Turismo: Brasileiros no Uruguai

Se você leu a primeira postagem sobre minha viagem ao Uruguai, sabe que escolhi a agência de turismo “Brasileiros no Uruguai” para serem meus parceiros em minha jornada no Uruguai. Como sabem, viajei na semana do meu aniversário. Mesmo trabalhando bastante durante a viagem, produzindo conteúdo, minha pretensão era não ter que me preocupar com nada. Por isso, de antemão posso dizer que não poderia ter feito escolha melhor. Minha viagem foi incrível graças ao maravilhoso atendimento e suporte da agência.

Como o nome já bem diz, a Brasileiros no Uruguai, é a maior (com público superior a 100 mil pessoas nas redes sociais) e melhor agência de turismo especializada em atendimento e serviços para brasileiros no Uruguai. Coordenada pelos irmãos Murilo e Carol, a agência tem sede no Brasil e conta com uma equipe de atendimento muitíssimo preparada para que sua viagem seja memorável.

“Contamos com uma rede de brasileiros que moram no Uruguai e estão sempre ligados no que há de novo em termos de gastronomia, entretenimento, legislação e assuntos que influenciam diretamente a vida do brasileiro no país. Nossa equipe atualiza nosso portal todos os dias, com informações sempre detalhadas e personalizadas às pessoas que pretendem viajar conosco. Nosso objetivo é promover uma viagem DAQUELAS, que você não esquecerá.” – Equipe Brasileiros no Uruguai

O clima em Montevidéu: da chuva ao sol, enquanto o ciclone passava. 

Quem me acompanha nos stories deve se lembrar muito bem sobre o tremor que vivenciei pela primeira vez, durante minha última passagem pelo Chile. Um tremor bem comum por lá, quase fez meu coração parar. No Uruguai, aconteceu algo bem comum para os nativos. Mas para uma turistona que planejou a viagem em menos de dez dias, foi um tremendo susto – enquanto estive no Uruguai, um ciclone passou por lá. Queria colocar um meme aqui. Mas tô com preguiça de procurar. Tudo bem.

Fui em Junho. Inverno. A temperatura variou muito entre 4 e 18 graus. No presente, vivo em Mogi das Cruzes. Durante o inverno, nossa temperatura é bem similar. Com uma diferença: Montevidéu é cercado pelo Rio da Prata, que deixa o clima com uma sensação um pouco mais fria. Mas juro, não é um frio de doer o corpo. É bem suportável, desde que você esteja bem agasalhado (isso inclui touca, cachecol e luvas). Parece uma praia, mas -acredite se quiser- não é!

Abaixo, a história em letras menores, caso tenha interesse em saber um pouco mais. Caso contrário, pode pular para o próximo tópico:

rio da Prata é o estuário criado pelo desague das águas dos rios Paraná e Uruguai e do oceano, formando sobre a costa atlântica da América do Sul uma muesca triangular de 290 quilômetros de largura. A bacia hidrográfica combinada do rio da Prata e seus afluentes (os rios Lujan, Matanza, Samborombón e Salado do Sul) possui uma superfície de aproximadamente 3 200 000 km².
Corre de noroeste a sudeste e mede dois quilômetros de largura no ponto que se toma como origem. No ponto onde as águas deixam de ser doces e se convertem no oceano Atlântico sua largura é de 219 quilômetros. O limite exterior do rio da Prata está determinado pela linha imaginária que une Punta del Este (República Oriental do Uruguai) com Punta Rasa no extremo norte do Cabo San Antonio (República Argentina).
O estuário do rio da Prata foi também palco de muitos conflitos entre as nações fronteiriças a ele. A livre navegação do rio era o objetivo do Império do Brasil e do Uruguai contrariando os interesses das Províncias Unidas do Rio da Prata (atual Argentina) e do Paraguai. Isso gerou diversos conflitos entres os estados após sua independência. Para o Brasil, significaria bloquear suas comunicações com a Província de Mato Grosso e um perigo as suas fronteiras. Esses conflitos culminaram na maior guerra da América do Sul e da América Latina pelo números de soldados mobilizados, pelos armamentos, pelos mortos e duração da guera, a Guerra do Paraguai. (Wikipédia)


Meios de Transporte no Uruguai: andar a pés no inverno, não é a melhor ideia.

Algo que muitos blogs de viagem não contam, é que no inverno, chove demais no Uruguai. Isso acaba impedindo que passeios sejam feitos a pés. Acontece que, por ser uma cidade relativamente pequena (se comparado a São Paulo, por exemplo), locar um automóvel, usar Uber ou até mesmo fazer os trajetos de ônibus, podem ser -de fato- as melhores opções.

Durante cinco dias em Montevidéu, usei uma média de $1500 (pesos Uruguaios) com transporte. Como estava chovendo, fiz trajetos curtíssimos (que poderiam facilmente, ser a pés), com carro. Não usei ônibus, nem táxi. Apenas motorista particular e Uber. Ambos foram ótimos! Me senti muito segura e acolhida, inclusive. Os Uruguaios adoram brasileiros e são naturalmente muito respeitosos e cordiais.


🎁 Quer ganhar R$170,00 de créditos no aplicativo Airbnb ao hospedar-se?
É só inscrever-se clicando nesse link.


Vale considerar que, ao contratar uma agência de turismo, o custo com transporte, acaba sendo coberto pelo próprio custo do pacote.

City Tour em Montevidéu, com a Brasileiros no Uruguai.

Com a Brasileiros no Uruguai, meu City Tour tem o preço de R$75 (por pessoa). O percurso passa por 12 pontos importantes da Cidade Velha (centro histórico de Montevidéu). Além da van ser muito confortável, a experiência de ter a viagem narrada por um guia turístico, é fundamental. Já contei aqui, que posso rodar o mundo, mas sempre que estiver pela primeira vez em um país, farei questão de ter um guia turístico comigo. Eu bem sei o que é passar por edifícios importantíssimos e não fazer a menor ideia da história que carregar. Como disse na segunda postagem sobre o Uruguai, a qualidade é muito mais importante do que o Check-in em si.

Os 12 pontos que conheci durante o City Tour

  1. Plaza Independência
  2. Mausoleo General Artigas
  3. Puerta de La Ciudadela
  4. Museo Torres Garcia
  5. Plaza de la Constituición
  6. Catedral Metropolitana de Montevidéu
  7. Plaza Zabala
  8. Mercado Del Puerto
  9. Palacio Taranco
  10. Al Pie de La Muralla
  11. Teatro Solís
  12. Museo de La Casa de Goberno

Observação: esses foram os 12 pontos mencionados no material que a agência me enviou, especificando todo o tour. Mas tenho absoluta certeza (por conta do registro fotográfico que tenho) que conhecemos em torno de 18 ou 20 pontos. Apesar de chuva estar bem forte, não impediu que o passeio fosse ótimo. Juro que o bom humor e conhecimento da guia, fez toda diferença.


🎁 Quer ganhar R$170,00 de créditos no aplicativo Airbnb ao hospedar-se?
É só inscrever-se clicando nesse link.


Impressões sobre alguns entre os muitos lugares quais passamos:

  • O Uruguai é limpo e organizado. Apesar disso, os Uruguaios não dirigem muito bem. Isso faz com que o pouco trânsito na cidade, seja um pouco complicado de resolver.
  • Os transportes públicos, funcionam perfeitamente bem. Além de haver muitos motoristas do sexo feminino, são generosos e muito educados.
  • O Uruguaio não tem uma natureza muito simpática. Mas são imensamente solícitos e cordiais. E eles adoram brasileiros!
  • O consumo de carne bovina ainda é muito alto. Isso faz com que montevidéu tenha um odor um pouco forte. É perceptível em alguns pontos, inclusive. E não há muitas opções vegetarianas. Veganas, são ainda mais atípicas.
  • A cidade é pouco populosa. Há muitos adultos. Os jovens são mais discretos e pouco boêmios. E praticamente não vi crianças. Mas é claro que elas existem por lá! rs Porém, bem menos do que em outros países da América do Sul.
  • Apesar do Carnaval durar mais de um mês, há muitos uruguaios que não estão de acordo com isso. Respeitam e gostam da festa em si. Mas não concordam com a maneira como ela se dissemina.
  • A maconha é realmente liberada. Porém, o consumo é muito mais medicinal do que qualquer outra coisa. Vimos poucas pessoas fumando. Mas vimos, claro. Para eles, isso não é um problema.
  • Como não há muita produção local, a comida tende a ser cara. Vale a pena pesquisar sobre isso, antes de embarcar.
  • Os alfajores Uruguaios são bons. Melhores do que os Chilenos. Mas não se comparam aos Argentinos. Já as empanadas do Uruguai, são melhores do que as Argentinas. Porém, não se comparam às chilenas. E os uruguaios não comem arroz.
  • A arquitetura, é digna de ser conhecida. Assim como a história dos Uruguaios.
  • E o tour que fizemos, nos encheu de informações incríveis e desejo de retornar em breve. Estou muito grata a Brasileiros no Uruguai. Não poderia ter sido melhor.
  • E os chá uruguaio, deixou saudade. Falaremos sobre isso no próximo post.

CRÉDITOS

Essa viagem faz parte do projeto #DeliraPeloMundo.
Ela relata experiências reais de uma jovem escritora, viajante e produtora de conteúdo para a web. Todo o conteúdo, incluindo vídeos do YouTube, foram produzidos pela equipe Blog da Lira, com o suporte da empresa Pocket Agency, parceiros e patrocinadores mencionados no conteúdo.

 

Anúncios

Olá! Seu comentário passará por aprovação. Se seguir nossos procedimentos, ele estará disponível em algumas horas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: