15 palavras com significados fortes e profundos

15 palavras com significados fortes e profundos

Carpe Diem - palavras com significados bonitos e fortes - blog ponto da lira - Carpe Diem significado

Carpe diem, expressão do Latim, que significa (em seu sentido básico) “aproveite o dia”. Entretanto, de maneira mais ampla, pode-se dizer que “Carpe diem” significa aproveitar ao máximo o momento presente, o aqui-agora. O termo aparece pela primeira vez no Livro I de “Odes”, escrito por Horácio (romano, 65 a.C.-8 a.C), onde aconselha sua amiga com a seguinte frase: “…carpe diem, quam minimum credula postero”. Em tradução livre, seria basicamente o mesmo que dizer: “…viva o dia de hoje e confie o mínimo possível no amanhã”. O termo tornou-se tão popular, que está tatuado no corpo de muita gente. Particularmente, gosto muito de seu significado. Faz jus ao que procuro viver em vida.

Continue lendo “15 palavras com significados fortes e profundos”

Anúncios

Autoconhecimento: 100 filmes que podem mudar sua vida

Autoconhecimento: 100 filmes que podem mudar sua vida

Por Thaís Lira

Publiquei em meu perfil no Facebook, uma lista de 100 filmes incríveis para quem deseja dedicar o tempo ao autoconhecimento e expandindo a consciência. E o melhor: a maioria está disponível no Netflix. Resolvi trazer a lista aqui no blog, com um pequeno adicional: as películas que mais gosto, estarão em cor vermelha. Ah! No final do artigo, também disponibilizei alguns links bacanas a quem, assim como eu, ama bons filmes. Espero que gostem.

  1. Para Sempre Alice
  2. Quando te Conheci
  3. O menino do Pijama Listrado
  4. Histórias Cruzadas
  5. Antes de Partir
    06. Intocáveis
  6. O show de Truman
  7. Na Natureza Selvagem
  8. A vida é Bela
  9. Lion – Uma jornada para casa
  10. Orgulho e Preconceito
    12. O Fabuloso Destino de Amelie Poulain
  11. A Leoa (Netflix)
  12. Amor Sem Fronteiras (Netflix)
  13. Mary and Martha (Netflix)
  14. Divertidamente 
  15. Her (Netflix)
  16. A viagem de Chihiro
  17. Meu nome é Rádio 
  18. A procura da Felicidade (Netflix)
  19. O pianista (Netflix)
  20. Cavalo de Guerra (Netflix)
    23. Menina de Ouro (Netflix)
  21. O discurso do Rei (Netflix)
  22. Náufrago (Netflix)
  23. Brilho Eterno de Uma mente Sem Lembranças
  24. Mary e Max: Uma Amizade Diferente (Netflix)
  25. Cinema Paradiso
  26. Okja (Netflix)
  27. Orações para Bobby (Youtube)
  28. A incrível História de Adaline (Netflix)
    32. Diário de Uma paixão (Netflix)
  29. A teoria de Tudo (Netflix)
  30. Tomboy 
  31. Comer, rezar, amar (Netflix) 
  32. A menina que roubava livros 
  33. O conde de Monte Cristo 
  34. Um estranho no Ninho
  35. A espera de um milagre
  36. Patch Adams – O amor é contagioso (Netflix)
  37. Forrest Gump – O Contador de Histórias (Netflix)
  38. Uma mente Brilhante (Netflix)
  39. 500 dias com ela (Netflix)
    44. O caçador de Pipas (Netflix)
  40. Wall-E (Netflix)
  41. Spirit – O corcel Indomável (Netflix)
  42. A origem (Netflix)
  43. As aventuras de Pi (Netflix)
  44. Tomates Verdes Fritos 
  45. O Quarto de Jack (YouTube)
  46. Um sonho Possível (Netflix)
  47. Homens de Honra 
  48. O Impossível (Netflix)
  49. A Caixa
  50. Laranja Mecânica 
  51. O curioso Caso de Benjamin Button (Netflix)
  52. O vencedor
  53. Quase Deuses 
  54. O resgate do Soldado Ryan 
  55. Coração Valente 
  56. Edward Mãos de Tesoura (Netflix)
  57. O som do coração (Netflix)
  58. Pequena Miss Sunshine (Netflix)
  59. Monstros S.A (Netflix)
  60. Sete Vidas 
  61. Up: Altas Aventuras (Netflix)
  62. Sempre ao Seu Lado (Netflix)
  63. Meia-noite em Paris (Netflix)
  64. Toy Story (Netflix)
  65. Livre 
  66. Moonlight: sobre a neblina do luar (Netflix)
  67. A delicadeza do Amor (Netflix)
  68. Minimalism (Documentário, Netflix) 
    74. O poder de um jovem 
  69. Coraline e o mundo Secreto (Netflix)
  70. O segredo (Documentário, Netflix)
  71. Cowspiracy (Documentário, Netflix)
    78. Humano, uma viagem pela vida (Documentário, Netflix)
  72. What The Health (Documentário, Netflix)
  73. The True Cost (Documentário, Netlfix) 
  74. Tempo de Despertar (Netflix) 
  75. A estranha vida de Timothy Green (Netflix) 
  76. Uma mente Brilhante (Netflix)
  77. Gênio Indomável (Netflix) 
  78. Efeito Borboleta (Netflix)
  79. Preciosa (Netflix)
  80. 12 anos de Escravidão (Netflix)
  81. Um Porto Seguro (Netflix)
  82. Para Roma com Amor (Netflix)
  83. O físico (Netflix)
  84. Sete Anos no Tibet (Netflix)
  85. Austrália (Netflix)
  86. Sorriso de Monalisa (Netflix) 
  87. Zeitgeist
  88. Um sonho de Liberdade (Netflix)
  89. A Lista de Schindler 
  90. 127 horas
  91. Melancolia
  92. Boyhood: Da Infância à Juventude
  93. A Vida Secreta de Walter Mitty (Netflix)

Alguns links interessantes para quem gosta de cinema:

ADORO CINEMA | CINEPLAYERS | OMELETE | FILMOLOGIA | CRITICOS

Se você gosta muito-muito-muito mesmo, então junte-se a nós no Filmow – a rede social para quem ama cinema. Para me adicionar, clique aqui.

assinatura post blog

5 cantoras internacionais que você precisa conhecer

5 cantoras internacionais que você precisa conhecer

Por Thaís Lira

Há um tempo atrás, fiz uma lista (bem polêmica, por sinal) com uma seleção de 10 cantoras que em meu ponto de vista, eram as melhores de todos os tempos. Claro que, como sempre digo, costumo me desconstruir com o tempo.

Continue lendo “5 cantoras internacionais que você precisa conhecer”

15 frases ditas por Barack Obama durante o discurso de despedida

15 frases ditas por Barack Obama durante o discurso de despedida
Por Thaís Lira 

No dia 11 de Janeiro, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, esteve com sua família em Chicago  (local onde deu início à sua carreira política), para o seu discurso de despedida. Seu discurso teve duração superior a 50 minutos, e trouxe boas lembranças, esperanças, e claro, muito emoção à platéia. Diante de todo o mundo, Obama fez menção à sua luta pelo fiz do racismo e do preconceito. Mencionou as medidas durante sua gestão, sobre a permissão definitiva do casamento de pessoas do mesmo sexo. E falou sobre assuntos complexos, mas de suma importância para o cidadão americano, e todo o mundo – divisão, reclusão e a desigualdade econômica.

Dentre tudo o que fora falado pelo ex-presidente, separei 15 frases quais considerei muitíssimo importantes não apenas para conceitos políticos. Mas, para uma vida inteira.

Espero que gostem.

Continue lendo “15 frases ditas por Barack Obama durante o discurso de despedida”

Lista: 10 destinos incríveis |Se eu pudesse, faria check-in agora!

Por Thais Lira

Bonjour! Como vai? Espero que esteja tudo em paz.

Sei que nossa passagem pela terra é breve. Mas eu sonho muito alto. E pretendo conhecer muitos lugares do mundo. Pretendo fazer varias listas como essa. Espero que gostem. Foi difícil escolher os dez primeiros que mencionaria no artigo, mas, acho que se hoje me dessem dinheiro e direito de escolher meus destinos… Seriam estes:

1. Catedral de Sao Basilio, na Russia

 

a-catedral-de-sao-basilio

 

Eu adicionei a Russia em minha lista de destinos, ha pouquíssimo tempo. Não havia parado para pensar que este poderia ser um destino sensacional. Mas, conhecendo um pouco da historia, e fazendo algumas pesquisas sobre o local, creio que valha a pena carimbar o passaporte. Não me lembro de alguém do meu convívio que tenha ido ate a Russia, especialmente Moscou. Ainda assim, o lugar me parece ser encantador; a catedral de São Basilio, por exemplo, é de tirar o fôlego. Sempre que vejo fotos dela, eu fico imaginando que esse lugar foi feito de algum tipo de doce. Da vontade de comer.  

 

2. Taj Mahal, na Índia

taj-mahal11

 

Tenho alguns amigos que estiveram na Índia. Todos eles voltaram deslumbrados. Eu passei a desejar conhecer a Índia, quando comecei a estudar um pouco mais sobre Yoga. Fiz varias pesquisas sobre a Índia; os destinos que deixam o pessoal de queixo caído, são vários. Dentre eles, a palácio Taj Mahal, cidade de Varanasi, Rishikesh, dentre outros lugares mundialmente conhecidos por sua beleza única. Eu – realmente – pretendo conhecer a Índia. Espero que eu viva o suficiente para realizar esse desejo. 

3. O Paternon de Atenas, na Grécia

O_Partenon_de_Atenas

 

Acredito que de todos os lugares que irei mencionar nessa lista, a Grécia seja um dos destinos mais interessantes e, talvez, menos procurados. Uma vez, comentei com uma colega sobre o desejo que tinha de conhecer a Grécia. Ela virou para mim e disse: “Qual a graça da Grécia?Aquele monte de templos destruídos? Ou aquelas estatuas de gente pelada?”. Sim, amiguinha! Sim! A Grécia tem uma historia riquíssima. E cada uma dessas construções, contam essa historia. Deve ser emocionante conhecer a Acrópole de Atenas, as estatuas gregas, e também, Santorini, Mykonos, Oia, Thira… 

4. Grand Canyon, em Arizona no Estados Unidos

6925740-grand-canyon-arizona

Amigos, se um dia eu pisar neste lugar… Acho que vou me decompor em lagrimas. Eu nem consigo descrever o que sinto quando vejo as imagens… Imagine estando la? Deve ser uma sensação inexplicável. E veja bem, essa é apenas UMA das dezenas de fotos que encontrei na internet. Cada foto, me deixa ainda mais apaixonada. Sem duvidas, este deve ser o lugar mais bonito do Estados Unidos. E eu quero conhecer!

5. Pirâmides de Gize, no Egito

zonsondergang bij de piramides

 

Certa vez, me envolvi em um projeto cultural na escola, onde acabei adquirindo um conhecimento bem amplo sobre a dança experimental. E me lembro perfeitamente, que durante todos os estudos que fazíamos, o Egito sempre esteve conosco – em todas as pesquisas. O que, naturalmente, despertou em mim uma curiosidade que perdura desde o inicio de minha adolescência. A arquitetura das cidades do Egito, a cultura, o deserto, o misterio por trás de cada Pirâmide… Puxa! Seria incrível conhecer esse lugar. 

6. Deserto do Atacama, no Chile.

atacamaaa

 

Minha amiga e irma, Mirella, esteve no Chile. Ele tem familiares por toda parte do Chile. Mas, nunca esteve no deserto do Atacama (um absurdo, gente! Eu sei. Eu sei). Pretendo viajar para o Chile em breve. Estou apenas esperando meus melhores amigos pararem de me enrolar (Bruno Farias e Mirella #FicaDica). De todos os destinos expostos hoje, esse é o mais próximo ao Brasil. E com certeza, um dos cenários naturais mais bonitos do mundo.

7. Istambul, na Turquia.

istambul

Acho que nesse artigo. ficou bem evidente o quanto gosto de templos, monumentos, mesquitas e obras arquitetonicas que de algum modo, remetem a um período histórico na humanidade. A mesquita Sultanahmet (mais conhecida como “Mesquita Azul”) em Istambul, é uma das mesquitas mais bonitas de la. Alem dela, tem a mesquita Suleymaniye, a Rustem Pasa, dentre outras mesquitas lindas. E a entrada é gratuita em – praticamente – todas elas. Isso me fez lembrar o amigo muçulmano que conheci ha poucos dias. Contei a historia aqui no blog, você leu? 

9. Torre Eiffel, na França 

Torre-Eiffel-Paris-França

 

Seria bem estranho se a França nao estivesse em minha lista, ne? A França me remete muitas coisas que amo, e pessoas que amo. Sempre que falo sobre a França, lembro do Rehbaim, que carinhosamente me chama de “Francesinha”. Lembro do meu filme predileto “O fabuloso destino de Amelie Poulain”, que me faz lembrar das belas trilhas sonoras de Yann Tiersen. Lembro também do filme que tanto gosto, “Midnight in Paris”, que me faz lembrar do livro que li varias vezes, chamado “A Romana”. Me faz lembrar de minha amiga De, que toca piano como ninguém, e disse que lembrou-se de mim quando viu varias francesas de coque. Me faz lembrar de minha tia Shirley, que esteve na França, mas preferiu Londres. E principalmente: Me faz lembrar o meu melhor amigo francês; Thomas. Temos uma amizade que – literalmente – ultrapassa fronteiras; conversamos sempre, enviamos imagens do nosso cotidiano um para o outro… Amo te-lo conhecido. Ele vive em Paris, e tem um respeito e amor muito grande por sua cidade. Em contrapartida, tenho familiares e amigos que estiveram na França e nao gostaram tanto assim. Acho que vai muito de perspectiva, e depende muito da expectativa. Em resumo, muita gente pensa que já estive na França; mas nunca estive. Eu amo a cultura francesa; musicalidade, cinema, moda, gastronomia, idioma, paisagens… E amo os franceses!  Acho que estar sob o céu de Paris vai ser uma experiência muito especial para mim.

10. Jerusalem, em Israel

Jerusalem-Terra-Santa-Domo-da-Rocha-e-Igrejas-turismo-religioso

 

Esse é o lugar que eu mais quero conhecer no mundo inteiro. Nao pela beleza, nem pelos belos templos, ou coisa do tipo. Existe um amor dentro de mim por Israel, que chega a arder no meu interior. Eu nem sei explicar ao certo o quanto almejo conhecer esse lugar. Eu cresci ouvindo historias maravilhosas que se passaram nestes cenários. Meu maior mentor, meu mestre, cresceu e viveu nessas ruas. E o maior (no sentido de gloria) e mais vendido livro do mundo inteiro, começou a ser escrito nessas bandas. Toda a minha raiz, parte de Israel. E eu nem sei mais o que falar… rs


 

E ai? O que acharam de minha primeira lista? Ha algum lugar da lista, qual vocês também gostariam de conhecer? Conta pra mim. Ficarei muito feliz em saber. Enviei suas historias ao meu e-mail: pontodalira@gmail.com


 

Quer anunciar aqui? Envie um sua proposta para: pontodalira@gmail.com
Quer anunciar aqui? Envie um sua proposta para: pontodalira@gmail.com

10 coisas que aprendi assistindo “Frozen”

Por Thais Lira

20823568_frozen-elsa-anna-1280

Nem precisa ser meu best friend para saber que sou muito fan da animação “Frozen”. Eu já assisti tantas vezes, que perdi a conta. E há alguns meses atrás, uma conhecida comentou sobre sua suspeita com relação a rápida popularidade do filme; para ela, o filme tem alguma mensagem subliminar, alguma coisa oculta, ou algum tipo de coisa muito ruim, que faz as crianças e adultos ficarem viciados no filme. Acontece. E por mais que aquela conversa, tivesse de tudo para virar um debate sobre as “mensagens subliminares que existem nos filmes da Wall Disney Pictures”, eu preferi deixar minha colega levantar seu argumento, e ela mesma concluir aquela conversa tediosa. Mudamos de assunto.

Quando cheguei em casa, assisti a animação novamente. Por que sim. E mais uma vez, amei. Não consigo entender como essa colega (e tantas outras pessoas) consegue imaginar tanta maldade por trás de algo tão cheio de pequenos que na verdade, tornam-se grandes ensinamentos, transmitidos através de uma animação muito bem feita. MUITO-BEM-FEITA!

Deve ser apenas uma questão de angulo, perspectiva, motivação. Algo do tipo.

E hoje, depois de muitos dias após essa conversa, resolvi publicar uma lista daquelas bem cliches com “10 coisas que aprendi assistindo Frozen”. Espero que gostem, e se divirtam!

 

  1. Aprendi com o Hans e com a minha mamady, que as pessoas nem sempre serão o que aparentam ser. Nem sempre, quem tem sido solícito, esta sendo totalmente verdadeiro conosco. Também aprendi que nem todos aqueles que nos estendem suas mãos, estão – realmente – preocupados e dispostos a nos ajudar. Aprendi que muitas vezes, quem me estende a mão, faz isso por interesses próprios e auto-satisfação. Aprendi que a confiança deve ser conquistada e oferecida ao longo do tempo. Confiar e colocar meu coração nas mãos de alguém que nao conheço, tem consequências drásticas. E por fim, aprendi que ao nosso redor, sempre haverão pessoas que não estarão totalmente cheias de boas intenções. Ainda assim, podemos aprender com cada uma delas. Afinal, em cada canto existe o lado bom, e para cada coisa que acontece conosco, existe um propósito Essa ultima coisa eu aprendi com o Rei Salomão.
  2. Aprendi com os pais da Anna e da Elsa, que ate mesmo as pessoas que mais amo e admiro em minha vida, cometem erros. A gente tende a achar que as pessoas que mais admiramos, nao podem errar. E quando elas cometem algum erro, nos decepcionamos. Expectativa demais? ou seria egoísmo demais, ao ponto de dar o direito de errar apenas para si mesmo? Todos somos seres humanos, sujeitos e propensos aos erros e acertos. Nossos pais, lideres, mentores, professores, nem sempre estarão certos. As vezes, eles vao tomar decisões erradas. E sao nestes momentos, que precisaremos provar nosso respeito e amor por eles.
  3. Aprendi com a Anna e Elsa, que de vez em quando, haverá uma parede nos separando de quem amamos. Isso me fez lembrar uma das frases de Emily Giffin no livro “Questões do coração” que ganhei de minha amiga Mirella, que diz: “As pessoas que você mais ama, são as mais difíceis de manter por perto”. Ainda nao consegui compreender essa condição/estado em sua totalidade. Mas, tenho certeza da veracidade dessa frase. Penso que, assim como em “Frozen”, algumas das pessoas que mais amamos na vida, precisarão estar longe de nós, por que elas – em algum momento – nos feriram, e temem nos ferir novamente. Por isso, se mantêm longe.  As vezes, precisaremos nos manter longe de quem mais amamos, para aprendermos a controlar nossas emoções, e nao colocar essas pessoas em risco, por nossa falta de auto-controle. E, penso eu, que essa distancia se faz necessária, mas não deve ser permanente. 
  4.  Aprendi com Anna e Elsa, que a maioria dos confrontos quais vivemos, servem para tirar-nos do lugar de comodidade. Ali em cima, falei sobre permanência. Certa vez, li que quando trata-se de felicidade, devemos agir como se fossemos eternos. Mas, infelicidade nao deve ser um estado permanente em nossas vidas. Muitas vezes, agimos como a infelicidade fosse eterna, como se fosse – apenas isso – que a vida reservou para nós. Acontece, que a permanência disso, dependera apenas de cada um de nós. A maioria das vezes, permitimos que situações desagradáveis perdurem em nossas vidas. Pode reparar que, sempre ha situações, que no principio nos incomodavam muitíssimo, e depois de algum tempo, nos acomodamos a elas. Isso deve ser inadmissível em nossas vidas. Usando a frase de Fernando Anitelli: “Não acomodar com o que incomoda”*. Se você acomodou dentro do seu quartinho escuro, os confrontos virão sobre você, e te farão sair para fora. 
  5. Aprendi com a Elsa, que todos nós temos momentos de solitude. Isso tem sido uma licao frequente em meus dias. E posso dizer que tenho criado uma profunda apreciação pela solitude. Eu sei que isso soa estranho, e que muitas pessoas enxergam a solitude como algo totalmente ruim. Afinal, a gente cresceu ouvindo que “estar sozinho, é algo terrivel!”. Mais uma crença limitante. A grande verdade sobre a solitude, é que ela nos leva ao processo mais lindo que podemos viver enquanto somos passageiros na terra: auto-conhecimento e co-criação. São nesses momentos, que descobrimos quem realmente somos. São nesses momentos que renascemos, reconstruímos, recriamos… São em momentos como este, que cantamos: “Livre estou!” para o nosso verdadeiro ser. 
  6. Aprendi com a Anna, que devemos ser humildes e aceitar ajuda de outras pessoas. Confesso que tem sido difícil aprender isso. Sempre me acho independente e auto-suficiente demais. Não gosto de pedir ajuda. E sempre acho que eu consigo sozinha. Tolice, eu sei. A solitude também não deve ser algo permanente. Haverão momentos que precisarei passar por algumas coisas, sozinha. Mas, haverão também, aqueles momentos quais precisarei de apoio, auxilio, companhia, amparo e ajuda. Até por que, por mais focada e motivada que eu esteja para chegar “naquele lugar”, no meio do caminho, eu posso não saber para qual direção devo seguir. E acredite: Sempre haverá alguém que já tenha estado naquele lugar, antes de mim.
  7. Aprendi com a Elsa, que minhas decisões sempre terão consequências. E que, quando tomo uma decisão pensando apenas em mim, posso afetar todos que estão ao meu redor. As vezes, “chutamos o pau-da-barraca”. As vezes, nos colocamos de costas para o mundo, e saímos correndo em direcao ao que chamamos de “liberdade”. Acontece que, por mais sensacional soe essa ideia de “deixar tudo para trás e seguir em rumo ao desconhecido”, essa decisão tem seus revês. E esses revês podem ate nos trazer uma sensação de infinita liberdade, mas ela também pode estar afetando todas as pessoas que estão ao nosso redor; inclusive, as pessoas que mais amamos em nossas vidas. Sou a favor da liberdade. Mas, prego a liberdade com sabedoria. Liberdade sem sabedoria, nao serve para absolutamente nada. Ou melhor, serve sim! Serve para nos mostrar o quão egoístas, mesquinhos, e tolos podemos ser. 
  8. Aprendi com a Elsa, que muitas vezes, existe SIM uma maneira de repararmos algum dano causado por uma decisão “mal pensada” ou um comportamento egoísta que tivemos. Quando cometemos algum erro, a gente costuma achar que “não tem mais jeito”. Mas, sempre tem! As consequências existem, e muitas vezes, elas estarão sempre presentes em nossas vidas. Mas existem sim, maneiras de repararmos algum dano que causamos, – principalmente – as pessoas que amamos. O amor verdadeiro, sempre sera indestrutível. E se existe algo tão forte quanto o amor, este algo, chama-se arrependimento e perdão . O arrependimento genuíno (partindo de quem feriu), e a escolha (partindo de quem foi ferido) de perdoar, pode transformar toda e qualquer situação.  
  9. Aprendi com a Anna, que vale a pena passar frio (e congelar) por quem amamos. E com o Olaf, que vale a pena derreter por algumas pessoas.  E pra entender isso, voce vai precisar assistir o filme.
  10. Aprendi com a Elsa, que as chamas do amor verdadeiro, são capazes de derreter quaisquer coração congelado. E isso, a vida ja deve ter te ensinado. 

Acho difícil haver alguém no planeta terra que nao tenha assistido a animação, mas, por via das duvidas, segue o trailer oficial:

http://www.youtube.com/watch?v=96VwQEhELyY

Observação: *Lembre-se que acomodo e adaptação, sao duas coisas diferentes. Vide lição numero 4. 


 

Você gostou desse artigo? Nao deixe de me enviar seu feedback. E se gostou muito, que tal compartilhar em suas redes sociais? Ficarei muito feliz. Isso ajuda na divulgação do blog.  A propósito, se essa for sua primeira visita, cadastre seu e-mail para receber notificações em sua caixa de entrada, sobre novas postagens (aqui na lateral do blog). E curta a fanpage do blog no Facebook: http://www.facebook.com/blogdalira/ 

Merci ❤