Lista: 10 destinos incríveis |Se eu pudesse, faria check-in agora!

Por Thais Lira

Bonjour! Como vai? Espero que esteja tudo em paz.

Sei que nossa passagem pela terra é breve. Mas eu sonho muito alto. E pretendo conhecer muitos lugares do mundo. Pretendo fazer varias listas como essa. Espero que gostem. Foi difícil escolher os dez primeiros que mencionaria no artigo, mas, acho que se hoje me dessem dinheiro e direito de escolher meus destinos… Seriam estes:

1. Catedral de Sao Basilio, na Russia

 

a-catedral-de-sao-basilio

 

Eu adicionei a Russia em minha lista de destinos, ha pouquíssimo tempo. Não havia parado para pensar que este poderia ser um destino sensacional. Mas, conhecendo um pouco da historia, e fazendo algumas pesquisas sobre o local, creio que valha a pena carimbar o passaporte. Não me lembro de alguém do meu convívio que tenha ido ate a Russia, especialmente Moscou. Ainda assim, o lugar me parece ser encantador; a catedral de São Basilio, por exemplo, é de tirar o fôlego. Sempre que vejo fotos dela, eu fico imaginando que esse lugar foi feito de algum tipo de doce. Da vontade de comer.  

 

2. Taj Mahal, na Índia

taj-mahal11

 

Tenho alguns amigos que estiveram na Índia. Todos eles voltaram deslumbrados. Eu passei a desejar conhecer a Índia, quando comecei a estudar um pouco mais sobre Yoga. Fiz varias pesquisas sobre a Índia; os destinos que deixam o pessoal de queixo caído, são vários. Dentre eles, a palácio Taj Mahal, cidade de Varanasi, Rishikesh, dentre outros lugares mundialmente conhecidos por sua beleza única. Eu – realmente – pretendo conhecer a Índia. Espero que eu viva o suficiente para realizar esse desejo. 

3. O Paternon de Atenas, na Grécia

O_Partenon_de_Atenas

 

Acredito que de todos os lugares que irei mencionar nessa lista, a Grécia seja um dos destinos mais interessantes e, talvez, menos procurados. Uma vez, comentei com uma colega sobre o desejo que tinha de conhecer a Grécia. Ela virou para mim e disse: “Qual a graça da Grécia?Aquele monte de templos destruídos? Ou aquelas estatuas de gente pelada?”. Sim, amiguinha! Sim! A Grécia tem uma historia riquíssima. E cada uma dessas construções, contam essa historia. Deve ser emocionante conhecer a Acrópole de Atenas, as estatuas gregas, e também, Santorini, Mykonos, Oia, Thira… 

4. Grand Canyon, em Arizona no Estados Unidos

6925740-grand-canyon-arizona

Amigos, se um dia eu pisar neste lugar… Acho que vou me decompor em lagrimas. Eu nem consigo descrever o que sinto quando vejo as imagens… Imagine estando la? Deve ser uma sensação inexplicável. E veja bem, essa é apenas UMA das dezenas de fotos que encontrei na internet. Cada foto, me deixa ainda mais apaixonada. Sem duvidas, este deve ser o lugar mais bonito do Estados Unidos. E eu quero conhecer!

5. Pirâmides de Gize, no Egito

zonsondergang bij de piramides

 

Certa vez, me envolvi em um projeto cultural na escola, onde acabei adquirindo um conhecimento bem amplo sobre a dança experimental. E me lembro perfeitamente, que durante todos os estudos que fazíamos, o Egito sempre esteve conosco – em todas as pesquisas. O que, naturalmente, despertou em mim uma curiosidade que perdura desde o inicio de minha adolescência. A arquitetura das cidades do Egito, a cultura, o deserto, o misterio por trás de cada Pirâmide… Puxa! Seria incrível conhecer esse lugar. 

6. Deserto do Atacama, no Chile.

atacamaaa

 

Minha amiga e irma, Mirella, esteve no Chile. Ele tem familiares por toda parte do Chile. Mas, nunca esteve no deserto do Atacama (um absurdo, gente! Eu sei. Eu sei). Pretendo viajar para o Chile em breve. Estou apenas esperando meus melhores amigos pararem de me enrolar (Bruno Farias e Mirella #FicaDica). De todos os destinos expostos hoje, esse é o mais próximo ao Brasil. E com certeza, um dos cenários naturais mais bonitos do mundo.

7. Istambul, na Turquia.

istambul

Acho que nesse artigo. ficou bem evidente o quanto gosto de templos, monumentos, mesquitas e obras arquitetonicas que de algum modo, remetem a um período histórico na humanidade. A mesquita Sultanahmet (mais conhecida como “Mesquita Azul”) em Istambul, é uma das mesquitas mais bonitas de la. Alem dela, tem a mesquita Suleymaniye, a Rustem Pasa, dentre outras mesquitas lindas. E a entrada é gratuita em – praticamente – todas elas. Isso me fez lembrar o amigo muçulmano que conheci ha poucos dias. Contei a historia aqui no blog, você leu? 

9. Torre Eiffel, na França 

Torre-Eiffel-Paris-França

 

Seria bem estranho se a França nao estivesse em minha lista, ne? A França me remete muitas coisas que amo, e pessoas que amo. Sempre que falo sobre a França, lembro do Rehbaim, que carinhosamente me chama de “Francesinha”. Lembro do meu filme predileto “O fabuloso destino de Amelie Poulain”, que me faz lembrar das belas trilhas sonoras de Yann Tiersen. Lembro também do filme que tanto gosto, “Midnight in Paris”, que me faz lembrar do livro que li varias vezes, chamado “A Romana”. Me faz lembrar de minha amiga De, que toca piano como ninguém, e disse que lembrou-se de mim quando viu varias francesas de coque. Me faz lembrar de minha tia Shirley, que esteve na França, mas preferiu Londres. E principalmente: Me faz lembrar o meu melhor amigo francês; Thomas. Temos uma amizade que – literalmente – ultrapassa fronteiras; conversamos sempre, enviamos imagens do nosso cotidiano um para o outro… Amo te-lo conhecido. Ele vive em Paris, e tem um respeito e amor muito grande por sua cidade. Em contrapartida, tenho familiares e amigos que estiveram na França e nao gostaram tanto assim. Acho que vai muito de perspectiva, e depende muito da expectativa. Em resumo, muita gente pensa que já estive na França; mas nunca estive. Eu amo a cultura francesa; musicalidade, cinema, moda, gastronomia, idioma, paisagens… E amo os franceses!  Acho que estar sob o céu de Paris vai ser uma experiência muito especial para mim.

10. Jerusalem, em Israel

Jerusalem-Terra-Santa-Domo-da-Rocha-e-Igrejas-turismo-religioso

 

Esse é o lugar que eu mais quero conhecer no mundo inteiro. Nao pela beleza, nem pelos belos templos, ou coisa do tipo. Existe um amor dentro de mim por Israel, que chega a arder no meu interior. Eu nem sei explicar ao certo o quanto almejo conhecer esse lugar. Eu cresci ouvindo historias maravilhosas que se passaram nestes cenários. Meu maior mentor, meu mestre, cresceu e viveu nessas ruas. E o maior (no sentido de gloria) e mais vendido livro do mundo inteiro, começou a ser escrito nessas bandas. Toda a minha raiz, parte de Israel. E eu nem sei mais o que falar… rs


 

E ai? O que acharam de minha primeira lista? Ha algum lugar da lista, qual vocês também gostariam de conhecer? Conta pra mim. Ficarei muito feliz em saber. Enviei suas historias ao meu e-mail: pontodalira@gmail.com


 

Quer anunciar aqui? Envie um sua proposta para: pontodalira@gmail.com
Quer anunciar aqui? Envie um sua proposta para: pontodalira@gmail.com
Anúncios

Musicalidade: Você sabe o quê é um Hang Drum?

davide-swarupNão me canso de falar sobre o quanto amo música, e o quanto ela faz parte dos meus dias. Na dança, principalmente, uso música o tempo inteiro. E isso faz com que eu busque cada vez mais novidades e alternativas de musicais para incluir em minhas aulas. Minha modalidade predileta, é a dança contemporânea e a dança experimental. Exatamente por isso, tenho um fascínio por percussão e instrumentos de sopro. E há algum tempo, conheci um instrumento musical, que tem feito parte da grande maioria de minhas trilhas sonoras, tanto para as aulas, quanto para meditar, dormir, viver (risos). E de tanto que tenho gostado disso, resolvi compartilhar com vocês, pois acredito que possam gostar tanto quanto eu.

maxresdefault

A estrela desse artigo, chama-se “Hang Drum” (popularmente conhecido como “Disco voador”). Trata-se de um instrumento criado no ano 2000 (pouco tempo, né?!) por um casal de Berna, na Suiça; ele se chama Felix Rohner e ela se chama Sabrina Schaer. Inclusive, os modelos mais conhecidos e originais, vêm de lá! Mais precisamente, da PANart. Entretanto, por mais “simples” que pareça o instrumento, é considerado um tesouro. Ele é muito procurado por músicos de todo o mundo, e tem valores altíssimos. Existe até uma fila de espera na PANart para adquirir esse produto. Mas, há também as réplicas, que costumam ter a mesma qualidade dos originais; “Hand Pan” (americano), “Caisa” (alemão), “Disco Armonico” (Italiano) e “SPB” (russo). Ainda não temos muitos Hang Drum’s no Brasil. Uma pena.

O instrumento emite sons variados, que podem ser utilizados em diversos estilos musicais. O instrumento é muito utlizado por praticantes de Yoga, e praticantes de meditação, por ter sons que nos levam à uma conexão com a natureza e o universo (no meu caso, com Deus, também!). O som do Hang Drum, traz uma paz incrivel. Eu adoraria saber tocá-lo, ou conhecer alguém que saiba.

Até onde eu pesquisei, existem poucos músicos instrumentistas que têm o Hang Drum (creio que seja por conta da difiuldade de encontrá-lo). Há alguns nomes quais você devia conhecer: Caíto Marcondes, Gustavo Di Dalva, Philipe Agnelli, Marco Lobo, dentre outros. Dos brasileiros que usam o instrumento, o meu favorito (até o momento) é este:

O Guga fez uma mistura de música experimental com eletrônica, que deu um ar ainda mais alternativo. Pra mim, o Guga tem sido um dos “Hang Player’s” queridinhos aqui no Brasil. Ele manda bem!

Porém, o que realmente tem me impressionado, são alguns estrangeiros. Há alguns que me deixam ser ar. São os meus favoritos. E quero compartilhar com vocês. Espero que gostem!

O vídeo acima, foi a 1ª vez que vi alguém tocá-lo. Eu lembro que fiquei emocionada. Esse é meu vídeo favorito, pelo valor sentimental. E a Yuki é uma das melhores “Hang Player’s” do mundo, sem dúvidas.

Já o Daniel, conheci depois da Yuki. Mas, no momento, tem sido o que mais tenho escutado. Ele grava vídeos com aspectos bem profissionais (como o vídeo acima), mas a maioria de seus vídeos, são registros de apresentações em ruas e locais públicos ao redor do mundo. Isso que eu chamo de arte de rua!

Por último (não menos favorito), o grande David. Que além de arrebentar no Hang, toca vários outros instrumentos e tem um trabalho fantástico no Youtube. Vale a pena conferir!

E aí? O quê você achou desse tal “Disco voador”? Sensacional, não é mesmo?!

Ah! Antes que eu me esqueça… Ainda não há diversas opções de fabricantes no Brasil. Mas farei um “jabazinho” gratuito, pra uma galera que merece!, Essa galera do Sul do Brasil, que já está desenvolvendo o produto para a nossa alegria. O valor do produto, está girando em torno de R$ 3.250,00. Fale diretamente com os caras, na fanpage “Pampeano Disco Sonoro”: https://www.facebook.com/pampeanohandpan

Espero que tenham gostado. Fico feliz em compartilhar coisas que tocam minha alma, com vocês.

Bisousinhos ❤


anuncie-728X904
Quer anunciar? Envie sua proposta para pontoda@gmail.com