Séries e seriados: Jessica Jones | 1ª Temporada

Bonjour!
Como vocês estão? Espero que estejam bem.


Vai ficar enjoativo, eu sei! Massssssss, eu preciso falar sobre séries! Então, se você não é um “louco por séries” como eu, peço licença. É só um pouquinho. Prometo!
Tenho aproveitado o mês de Janeiro, para colocar algumas séries em dia. E claro, conhecer séries novas. Como disse a vocês, estou fazendo maratona de séries há alguns dias. Nessa última semana, assisti “Orange is the new Black”, “Sense8” (ambos têm postagem aqui no blog) e encerrei essa madrugada “Jessica Jones” da Marvel. E como viram no título, é sobre essa série que iremos falar hoje.

Observação: Não gosto de chamar esse tipo de artigo de resenha, até por que, a ideia é apenas passar minhas primeiras impressões, e deixá-los aguçados a assistirem. Além do mais, há um montão de blogs que contém formadores de opinião sobre filmes e séries, por aí; que – cá entre nós – são ótimos! Fazem isso muito melhor do que eu. Enfim, bora ao que interessa?

Assim que a série foi lançada no Netflix (Novembro, talvez), um amigo me mandou uma mensagem no Whatsapp, dizendo que eu precisava assistir essa série. Ele disse que lembrou-se de mim ao assisti-la. E quando perguntei o motivo, ele respondeu: “Assiste, que você vai saber!”.  Quis socar a cara dele, mas relevei. E deixei pra lá. Na hora que desse certo, assistiria. E assim foi.

Coloquei o primeiro episódio, como quem não queria nada. Juro. Se fosse chato, eu tirava e já era. Simples assim. Confesso que não criei muitas expectativas. E, bom, a verdade é que no fim das contas, assisti a primeira temporada inteirinha de ontem pra hoje. Sem pausas. Não consegui E sim! Estou escrevendo essa postagem “virada”. Por que eu precisava falar sobre Jessica Jones.

Então, vamos falar sobre Jessica Jones.

Jessica Jones é um dos personagens fictícios do quadrinista Brian Michael Bendis. Apesar de ser conhecida pelos viciados em HQ’s, ela era pouquíssimo mencionada até então. Como bem disse um amigo meu: “A Marvel de – de fato- vida ao personagem! O fez reviver!”. Tanto na série, quanto no HQ, Jones é uma mulher com poderes, que desiste completamente de sua “carreira como super-heroína”, para trabalhar como investigadora particular pelo mundo afora. Ou melhor, em sua cidade. Mas, a grande verdade, é que um herói/heroína, não consegue se livrar tão facilmente de sua verdadeira identidade.

A história começa a se desenrolar, quando um casal aparece na casa de Jones, solicitando que ela encontrasse Hope (filha do casal), que estava desaparecida. Jones aceita o serviço, e descobre que o mesmo, tinha muito mais a ver com ela, do que com a própria jovem desaparecida.

O desenrolar da série, é corretíssimo. Não consegui encontrar nem um erro com relação ao roteiro. Uma coisa, sempre liga a outra. Tudo certinho. E cara, como é bom assistir uma série assim!

Sem exagero: A primeira temporada da série, ficou muito boa! Digna de Marvel. Está um pouco diferente, por conter mais cenas de sexo e violência do que costuma ter nas produções da Marvel. Mas, não desqualifica o trabalho. De modo algum! Produção excelente. Os cenários foram muito bem montados (gosto muito das atenuações em roxo/purpura que a rola – principalmente – nas cenas entre Jessica e o vição). Os diálogos bem elaborados (com doses bem sutis de bom humor), as trilhas sonoras são ótimas (todas dão referência às produções da Marvel), os personagens muito bem construídos. E bota “bem construídos” nisso! A atuação de Krysten Ritter está impecável. Não sabia que ela era tão boa assim. Ela conseguiu consagrar o personagem. Também devo destacar a atuação de Eka Darville (ele faz o Malcolm, amigo de Jones), Rachael Raylor (irmã adotiva de Jones), Mike Colter (amorzinho da Jessie #bancandoabestfriend) e David Tennant (o épico vilão!); pra mim, foram os que mais arrebentaram nessa temporada. Atuações incríveis.

Mas ó, tô sentindo que já estou dando uns spoilers. Então, é melhor eu parar por aqui.

Ah! Quero deixar uma segunda observação ao meu amiguinho, que disse ter se lembrado de mim ao assistir Jessica Jones: Amei. É dessa maneira mesmo! hahahahaha #entendedoresentenderão

Ficha Técnica
Jessica Jones – 2015
Duração: 13 episódios
Gênero: Investigação/Drama/Ação
Criadora: Melissa Rosenberg
Elenco: Krysten Ritter, Mike Colter, David Tennant, Rachael Taylor, Carrie-Anne Moss, Eka Darville, Erin Moriarty, Wil Traval, Susie Abromeit Phil Cappadora

Agora, o jeito é esperar (ansiosamente) pela próxima temporada. E, convenhamos, essa é a pior parte da história toda.


Gostou desse artigo? Compartilhe Não se esqueça de deixar seu feedback. Caso queira fazer isso, deixe seu comentário aqui no blog, ou envie um e-mail para:pontodalira@gmail.com

Facebook: http://www.facebook.com/blogdalira/
Instagram: http://www.instagram.com/blogpontodalira/
Twitter: http://www.twitter.com/pontodalira

 
Anúncios