Inspiração do dia | Flores

Primavera:
substantivo feminino
  1. 1.
    estação temperada e amena, entre o inverno e o verão [No hemisfério sul, estende-se do equinócio de setembro (22) ao solstício de dezembro (20); no hemisfério norte, do equinócio de março (21) ao solstício de junho (20).].
  2. 2.
    fig. tempo primordial; aurora.
    “animais que existiram na p. do mundo”

“Minha doce menina, escrevo-lhe este bilhete para desejar-lhe um tanto de amor e paz neste coração tão seu (e tão meu). Tenho repousado meus olhos sobre ti, e enxergo-te murcha. Minha doce menina, aquieta-te. Acalma-te. Escrevo-lhe para desejar-lhe tranquilidade e calmaria. Escrevo-lhe para que te lembres de quem tu és, e jamais te esqueças de quem sou. Minha doce menina, tu és esperada e amada como a Primavera. Sorrio só de imaginar que em algum momento, vais vir. Tens o brilho do sol e da lua em ti. Fostes criada com tanto amor. Por quê não compreendes? Por quê tu não vês que fostes criada e movida, pelas mãos de quem rege o universo? Minha doce menina, venha depressa, volte-se a mim. Fique aqui: bem perto de mim. Minha doce menina, escuta-me: Espero-te. Venha, pois quero fazer-lhe desabrochar em felicidade. Venha! Pois, ainda que estejas murcha, florescerás. Flores-será.
(Flores-será, Thaís Lira)


Gostou desse artigo? Compartilhe Não se esqueça de deixar seu feedback. Caso queira fazer isso, deixe seu comentário aqui no blog, ou envie um e-mail para: pontodalira@gmail.com

Facebook: http://www.facebook.com/blogdalira/
Instagram: http://www.instagram.com/pontodalira/
Twitter: http://www.twitter.com/pontodalira


 

Netfontes_ail_et_fines_herbes_Logo-1

 

 

Contato profissional: Contato@pontodalira.com.br

Anúncios

Semeando sonhos

A vida é uma terra fértil, onde todas as sementes que atirarmos sobre ela, germinarão e florescerão. Isso é um fato. A escolha de semear – seja o quê for – ou de não semear, é nossa. Nos pertence. Temos essa liberdade. Liberdade de escolher. E das muitas sementes que tenho “em mãos” para semear; escolhi semear sonhos. Passei a minha vida inteira, semeando sonhos. E cá estou eu, sendo privilegiada com a oportunidade de realizar cada um deles. Um a um. Um de cada vez. Sem medo, sem pressa. Certa de quê “o quê for pra ser, vai ser” e “o quê tiver que acontecer, vai acontecer”. De verdade. Cá estou eu, seguindo o meu caminho, respeitando a sincronicidade como as coisas acontecem aqui na terra, e em todo o universo. Cá estou eu, me harmonizando com o TUDO e com o TODO. Cá estou eu, em paz; respeitando o tempo de “El Rói”. Entendendo e compreendendo que Ele rege tudo, e contempla todas as coisas. E que deixar tudo em Suas mãos, também é uma escolha. E foi isso que eu escolhi. Escolhi confiar, semear, esperar e receber. Acreditando que mesmo diante de cada uma das minhas vulnerabilidades, Ele continua sendo Senhor. Ele nunca falhou, e nunca irá falhar. E que os planos que Ele tem para mim, são infinitamente mais brilhantes do quê cada um desses, quais eu mesma rascunhei. Cá estou eu, esperando pelo Senhor do tempo, que é especialista em realizar tudo em Seu tempo. O Senhor que vence minhas antecipações, minhas ansiedades, minhas desistências, meu desespero, meus deslizes… O Senhor que me controla, me ensina, me acalma, me faz compreender… E me prepara para receber e realizar todos os meus pequenos e grandes sonhos, e – muito mais que isso – me prepara para viver estes planos perfeitos quais Ele tem, e que são bem melhores e maiores que os meus. Cá estou estou, vivendo e esperando o tempo certo de tudo. Cá estou eu, recebendo de coração aberto, cada uma das bençãos que Ele reservou para mim. Cá estou eu, bem viva, e – inteiramente – pronta para viver exatamente tudo o quê nasci pra viver. Mais uma vez: Confio, semeio, espero e recebo!

“Os olhos de Deus estão sobre os caminhos dos homens,
e Ele contempla todos os seus passos.”
(Jó 34:21)

Por Thaís Lira


 

Gostou desse artigo? Compartilhe ❤ Não se esqueça de deixar seu feedback. Caso queira fazer isso, deixe seu comentário aqui no blog, ou envie um e-mail para: pontodalira@gmail.com 

Facebook: http://www.facebook.com/blogdalira/
Instagram: http://www.instagram.com/pontodalira/
Twitter: http://www.twitter.com/pontodalira

Expansão de consciência: A conversa que tive com um muçulmano

Por Thais Lira

Bonjour! Como vai? Tudo em paz por ai? Espero que sim. ❤

Thinking

Sempre digo por aqui, que gosto muito dos encontros que a vida me promove. Gosto muito de ver um lado bom em cada canto da vida. E quanto mais observo, mais absorvo. E quanto mais absorvo, mais aprendo. E quando aprendo, cresço. Hoje foi um desses dias que se pudesse repetir, eu repetiria.

Indo ao trabalho, conheci um senhor muçulmano.

Observação: Nessa vida, conheci pessoas de varias religiões; espiritas, mormons, testemunhas de Jeová, católicos romanos, anglicanos, carismáticos, adventistas, budistas, presbiterianos, metodistas, judeus, dentre outras dezenas de religiões. E o mais interessante de te-los encontrado pelos caminhos quais trilhei, foi que – independente do credo – aprendi pelo menos uma coisa com cada um deles. E hoje, tive a oportunidade de conversar com um muçulmano pela primeira vez. Foi algo realmente novo, e por isso, resolvi compartilhar a minha experiência com vocês.

Este senhor e eu, ficamos conversando por quase uma hora (ou mais, talvez); falamos sobre vários assuntos. E nos aplicamos em falar sobre a importância da arte na vida do ser humano (tudo a partir da pergunta que ele me fez: “Você trabalha com o que?”). Contei a maneira como costumo trabalhar; usando a arte para levar os alunos ao auto-conhecimento e a se conectarem com o Criador. E ele demonstrou-se muito compreensivo e interessado diante da minha resposta. Ele complementou: “Olha menina… Em minha religião, não temos grupos de coreografia, ou bandas, como existe hoje em varias igrejas. Mas eu gosto muito da arte. Eu sinto que a arte tem o poder de unir o homem ao Deus criador”. Aquela frase me abraçou. E então – curiosa como sou -, perguntei: “Qual é sua religião?”. Ele respondeu: “Sou muçulmano!”. Eu demonstrei muito interesse em saber mais sobre a religião dele. O que o deixou muito feliz. Os seus olhos brilhavam ao falar sobre suas crenças e sobre a maneira como via sua própria vida e a vida como um todo. Sua ideias, hora se uniam as minhas, hora não tinham absolutamente nada a ver com o que eu cria. Mas, me mantive calada, apenas ouvindo. Era minha hora de aprender um pouco mais da vida. E depois de falar bastante sobre sua crença e sua vida como muçulmano, ele virou para mim e disse: “Menina, eu não sei qual é sua religião… Mas, imagino que não sejamos da mesma religião. Mesmo assim, eu sinto que você é uma pessoa que esta conectada com Deus”. Eu confesso: Me emocionei de verdade. E ele continuou: “Sou muçulmano desde menino. E sempre que dizia isso para pessoas de outras religiões, era excluso. Em minha adolescência, minhas ideias e forma de pensar, não importavam para pessoas de religião diferente da minha. Muitas pessoas se afastavam de mim, so porque eu dizia que pertencia a religião islâmica. Hoje estou velho, e sempre que vou falar sobre a maneira como vejo a vida e o Deus criador, continuo sendo duramente criticado, ou me meto em um super debate religioso. O que acaba me cansando e me entristecendo um pouco. São raras as pessoas como você, que mesmo crendo de forma diferente, ouvem e demonstram respeito, sobretudo.” O interrompi e disse: “Quando eu disse ao senhor que era instrutora de dança e teatro, e que trabalhava com muitos cristãos, o senhor ouviu e me respeitou. Eu apenas resolvi retribuir o respeito”. Enquanto conversávamos, ele segurava um livrinho verde em suas mãos. Então, meus alunos chegaram. Foi quando ele ofereceu o livro para mim, dizendo: “Esse livro é muito importante para mim. E essa conversa me ensinou muito. Por isso, gostaria de da-lo de presente para você. Você pode ler, ou não. Mas, quero que sempre que olhar pra ele, lembre-se dessa conversa. E veja o meu muito obrigado! Em minha religião, temos um cumprimento; “assalamu alaikum”, que significa: “Que você permaneça livre da dor, do sofrimento e do mal”. Ele deu um sorriso largo. Então, quando ele se ia se virando para ir embora, eu disse: “E eu? Como eu respondo ao senhor?”, ele sorriu e disse: “Walaikum as salaam”, que significa “e a paz fique com você”.

A saudação não é apenas um sinal de paz, é uma indicação que a outra pessoa tem boas intenções e não deseja mal para quem quer que seja. É, também, parte de um ritual religioso muito maior praticado por muçulmanos diariamente.

Foi assim que o Criador do universo resolveu me ensinar no dia de hoje. Usando a frase do físico Albert Einstein:

“A mente que se abre para novas ideias, jamais retorna ao seu tamanho original”.

Gratidão por me ler. Tenha certeza que é uma grande honra te-lo aqui comigo. Voce ja conhece a pagina do blog no Facebook? Clique aqui e seja direcionado. Também estou no Instagram e Twitter como @Pontodalira Caso queira falar comigo por e-mail: pontodalira@gmail.com


Quer anunciar aqui? Envie um sua proposta para: pontodalira@gmail.com
Quer anunciar aqui? Envie um sua proposta para: pontodalira@gmail.com

Musicalidade: Você sabe o quê é um Hang Drum?

davide-swarupNão me canso de falar sobre o quanto amo música, e o quanto ela faz parte dos meus dias. Na dança, principalmente, uso música o tempo inteiro. E isso faz com que eu busque cada vez mais novidades e alternativas de musicais para incluir em minhas aulas. Minha modalidade predileta, é a dança contemporânea e a dança experimental. Exatamente por isso, tenho um fascínio por percussão e instrumentos de sopro. E há algum tempo, conheci um instrumento musical, que tem feito parte da grande maioria de minhas trilhas sonoras, tanto para as aulas, quanto para meditar, dormir, viver (risos). E de tanto que tenho gostado disso, resolvi compartilhar com vocês, pois acredito que possam gostar tanto quanto eu.

maxresdefault

A estrela desse artigo, chama-se “Hang Drum” (popularmente conhecido como “Disco voador”). Trata-se de um instrumento criado no ano 2000 (pouco tempo, né?!) por um casal de Berna, na Suiça; ele se chama Felix Rohner e ela se chama Sabrina Schaer. Inclusive, os modelos mais conhecidos e originais, vêm de lá! Mais precisamente, da PANart. Entretanto, por mais “simples” que pareça o instrumento, é considerado um tesouro. Ele é muito procurado por músicos de todo o mundo, e tem valores altíssimos. Existe até uma fila de espera na PANart para adquirir esse produto. Mas, há também as réplicas, que costumam ter a mesma qualidade dos originais; “Hand Pan” (americano), “Caisa” (alemão), “Disco Armonico” (Italiano) e “SPB” (russo). Ainda não temos muitos Hang Drum’s no Brasil. Uma pena.

O instrumento emite sons variados, que podem ser utilizados em diversos estilos musicais. O instrumento é muito utlizado por praticantes de Yoga, e praticantes de meditação, por ter sons que nos levam à uma conexão com a natureza e o universo (no meu caso, com Deus, também!). O som do Hang Drum, traz uma paz incrivel. Eu adoraria saber tocá-lo, ou conhecer alguém que saiba.

Até onde eu pesquisei, existem poucos músicos instrumentistas que têm o Hang Drum (creio que seja por conta da difiuldade de encontrá-lo). Há alguns nomes quais você devia conhecer: Caíto Marcondes, Gustavo Di Dalva, Philipe Agnelli, Marco Lobo, dentre outros. Dos brasileiros que usam o instrumento, o meu favorito (até o momento) é este:

O Guga fez uma mistura de música experimental com eletrônica, que deu um ar ainda mais alternativo. Pra mim, o Guga tem sido um dos “Hang Player’s” queridinhos aqui no Brasil. Ele manda bem!

Porém, o que realmente tem me impressionado, são alguns estrangeiros. Há alguns que me deixam ser ar. São os meus favoritos. E quero compartilhar com vocês. Espero que gostem!

O vídeo acima, foi a 1ª vez que vi alguém tocá-lo. Eu lembro que fiquei emocionada. Esse é meu vídeo favorito, pelo valor sentimental. E a Yuki é uma das melhores “Hang Player’s” do mundo, sem dúvidas.

Já o Daniel, conheci depois da Yuki. Mas, no momento, tem sido o que mais tenho escutado. Ele grava vídeos com aspectos bem profissionais (como o vídeo acima), mas a maioria de seus vídeos, são registros de apresentações em ruas e locais públicos ao redor do mundo. Isso que eu chamo de arte de rua!

Por último (não menos favorito), o grande David. Que além de arrebentar no Hang, toca vários outros instrumentos e tem um trabalho fantástico no Youtube. Vale a pena conferir!

E aí? O quê você achou desse tal “Disco voador”? Sensacional, não é mesmo?!

Ah! Antes que eu me esqueça… Ainda não há diversas opções de fabricantes no Brasil. Mas farei um “jabazinho” gratuito, pra uma galera que merece!, Essa galera do Sul do Brasil, que já está desenvolvendo o produto para a nossa alegria. O valor do produto, está girando em torno de R$ 3.250,00. Fale diretamente com os caras, na fanpage “Pampeano Disco Sonoro”: https://www.facebook.com/pampeanohandpan

Espero que tenham gostado. Fico feliz em compartilhar coisas que tocam minha alma, com vocês.

Bisousinhos ❤


anuncie-728X904
Quer anunciar? Envie sua proposta para pontoda@gmail.com

A importância e os benefícios da meditação

Por Thais Lira 

paz
Quem me enviou essa imagem, foi um grande amigo, chamado Guilherme. Ele disse que se lembra de mim, todas as vezes que a vê por ai. Para ele, a menina apreciando a natureza, de coque, em sua quietude, sou eu. E bem, me identifiquei muitíssimo! Apesar de achar que ainda tenho um longo percurso até me tornar alguém com a paz que essa ilustração transmite.

beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira

Hoje, vamos falar sobre meditação. E como sempre, quero começar com a definição do ato. Conforme o dicionário Aurélio, “Meditação” significa:

1. Submeter a exame interior; ponderar. 2. Estudar, considerar, refletir. 3. Concentrar intensamente o espirito em algo; refletir, pensar.

Muitas pessoas de meu convívio, sabem que pratico meditação regularmente há alguns anos. A propósito, falo sobre isso em minhas palestras e workshops. A meditação me auxiliou e me auxilia muitíssimo em meus processos de desenvolvimento pessoal, e foi um grande colaborativo para a cura de uma doença que enfrentei há alguns anos atrás.

Pretendo falar sobre isso, mais adiante.

beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira-yoga

Apesar de sempre mencionar isso em eventos, e de até realizar algumas meditações guiadas durante os eventos, a verdade é que amigos, parentes, familiares, acabam descobrindo sobre a prática, sem que haja necessidade de dizer. Acho ótimo. Pois, apesar de enxergar com clareza os benefícios do ato, e de levantar essa bandeira, não vejo necessidade de ficar “gritando aos quatro cantos do mundo”, que medito.

Algumas observações iniciais:

  • Quando digo que medito e que não pertenço a religião alguma, muitas pessoas ficam com cara de “quê?”. Observo que elas têm a dificuldade de aceitar que uma pessoa pode SIM praticar a meditação, mesmo não pertencendo a um grupo religioso. Elas acabam sempre conciliando a prática de meditar, com alguma religião. Então, se você está iniciando a prática, esteja ciente que será constantemente questionado sobre isso.
  • Outra coisa que sempre acontece com quem medita: sempre que as pessoas descobrem isso, elas acabam construindo aquela ideia utópica de que a meditação se restringe a um determinado grupo de pessoas que estão sempre equilibradas, sempre “de bem com a vida”, sempre em paz, sempre sorrindo, abraçando árvores, e pisando na terra. Acontece, que a meditação é para todos; do mais ansioso, ao mais paciente, do mais agitado, ao mais tranquilo, do mais extrovertido ao mais introspectivo, do mais comunicativo, ao mais silencio. Sem dúvidas, a meditação é para todos. Por isso, não se preocupe com as cobranças acerca disso. Faça o que é bom para você. Reprograme-se e viva de acordo com os seus próprios valores.
  • Outra coisa sobre meditar, é que muitas pessoas têm a prática como um ritual. Mas a meditação não é (em minha percepção) necessariamente um ritual. Bem, devo admitir que na iniciação do processo, foi necessário torná-la ritual, para que a partir daí, a compreendesse como parte do meu dia-a-dia. Mas atualmente, compreendo que a meditação pode ser uma prática constante, durantes as 24 horas de nossos dias. Descobri que posso praticar a meditação, executando tarefas variadas do meu cotidiano (por exemplo: enquanto vou ao mercado, enquanto caminho na rua, enquanto organizo minhas roupas, e assim sucessivamente). É importante seguir seu próprio ritmo.
  • É importante ter um momento específico de quietude. Um momento sozinho, sabe? Sozinho com seu ego, com seu superego, com sua mente, com sua alma, com seus pensamentos, com você. Uma horinha silenciosa de seu dia, para posicionar-se de forma confortável, e simplesmente refletir sobre tudo o que se passou ao longo daquele dia. Ou sobre algo em específico. Ou, inverta a ordem. Faça na primeira hora do dia, e reflita sobre tudo que poderá acontecer ao longo daquele dia. Vá adicionando a prática aos demais momentos, conforme os dias passarem.

beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira-o-que-e-meditacao-guiada

Particularmente, gosto de amanhecer o dia, com uma meditação guiada.

Meditação guiada é basicamente quando deixamos que um fator externo conduza a nossa meditação. Esse fato ser tanto um áudio, uma música, um vídeo, ou alguém presencialmente nos conduzindo. A meditação guiada, pode ser feita em grupo. Mas ela age sempre de forma individual. Por isso, é super recomendável que você faça sozinho, em um espaço preparado para este momento.

Pausar minhas atividades diárias, para ter um momento especifico para meditar, tem sido algo muito importante em meus processos mais intensos e profundos de auto-conhecimento. Assim como, maior intimidade com o Soberano.

Em meu antigo blog, desenvolvi muitos artigos sobre o período qual tive depressão. E também contei sobre o período em que comecei a praticar a meditação guiada. Até disponibilizei inclusive, muitas meditações guiadas para download. Infelizmente, não possuo mais esse material. Mas, tenho trabalhado minha mente para compartilhar novos conteúdos sobre este assunto.

beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira-como-quando-e-onde

Tudo começou, quando recebi meu primeiro livreto “Pão Diário”, qual continha meditações para vários dias do ano.

Desde então, passei a dedicar um momento do meu dia à fim de “examinar-me por dentro”, sem distrações. Focando apenas no meu interior.

No começo, não sabia como meditar. Apenas me sentava na cama, ficava inspirando e expirando, e ficava com a mente vazia. Ficava sem pensar em nada. Apenas isso. E fui percebendo que aquilo não causava efeito algum. Continuava sendo a mesma pessoa; cheia de magoas, cheia de raiva, ansiosa, irritada, e completamente indisposta a viver mudanças. Até que eu descobri que o que eu fazia, na verdade, não era meditar. Eu apenas fugir da realidade; esvaziando minha mente de tudo, inclusive, de coisas boas.

O ato não fazia sentido. Afinal, você precisa pensar, refletir e encontrar as respostas dentro de você. Até que recebi a oportunidade de participar de uma aula de Yoga pela primeira vez, em uma associação qual trabalhei durante um tempo precioso em minha vida. Ali, tive o primeiro contato com o que de fato era o meditar e a meditação guiada. Percebi que tudo se tratava de uma mente plena e presente.

E como isso já estava tornando-se algo recorrente em minha vida, passei a reforçar meus conhecimentos sobre o assunto. Um livro que li e marcou muito essa iniciação em minha vida, foi “Em direção à nova consciência”. Este livro só me agregou. E me fez compreender as diferenças que existem em esvaziar a mente, e AQUIETAR A MENTE a mente, a fim de ouvir a voz do Altíssimo falando em nosso interior.

beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira-percepcoes

Acredito -de verdade- que o Supremo Criador, tem a capacidade de nos modificar por completo. E para mim, Ele SEMPRE sera o único que consegue fazer isso com o ser humano. Conectar-me com Deus, é o melhor caminho que tenho para seguir. E eu amo seguir este caminho. Mas, geralmente, enfrento certo tipo de preconceito por algumas pessoas mais religiosas. Elas sempre questionam o fato de ter uma mente aberta, para coisas que – geralmente – pessoas com as mesmas raízes que tenho (raízes do judaísmo), costumam se posicionar contra. Compreendo. Mas, como sempre digo: “eu sei em quem tenho crido”. Vejo-me livre de preconceitos e pré-julgamentos sobre as coisas. E permito minha mente para que ela se abra. Permito que minha consciência expanda, receba o novo, conheça o que não sei, me apresente ao que eu ainda não fui apresentada. Alem do mais, acredito que mesmo havendo uma grande biblioteca para me instruir (a propósito, inspiradora!) chamada “Bíblia”, nada supre a sensação de ter as minhas próprias experiências, e trilhar o meu próprio caminho em busca de Deus.

No hinduísmo, eles acreditam em um deus chamado Shiva, que tem a função de destruir o que existe, para construir algo novo no lugar. Uma crença que partiu do cristianismo, inclusive. Também acredito nesse Deus, e costumo chamá-lo de Espírito de Deus. Para mim, o Espirito de Deus atua fortemente em minha consciência, mostrando-me que todos os dias, que preciso e posso ser reconstruída por Ele. O processo de desconstrução, dói. Mas, a reconstrução sempre será recompensadora. E durante esse processo de desconstrução, aquieto-me e ouço o que o Supremo está tentando me mostrar. E então, permito-me ser reconstruída novamente. Todos os dias.

beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira-pra-que-serve-a-meditacao

Benefícios da meditação para sua mente e espirito:

  • Você aprende a pensar e atuar com mais sabedoria e equilíbrio.
  • Aprende a desfrutar de cada instante, da melhor maneira.
  • Começa a se importar muito mais com o presente, do que passado ou futuro.
  • Perde o interesse em julgar as outras pessoas.
  • Não se rende facilmente aos conflitos. E pouco a pouco, torna-se menos interessado em debates, discussões e diálogos vazios.
  • Começa a observar que tempo e palavra, sao duas coisas preciosas, que nao devem ser desperdiçados.
  • Começa a observar o mundo a sua volta, com muito mais atenção e apreciação.
  • Sente contentamento com o que tem se tornado dia após dia. Mas sente-se cada vez mais necessitado de melhorias.
  • Sente-se conectado com as pessoas a sua volta, e com a natureza. Aprende a apreciar e contemplar tanto as pessoas, como a natureza.
  • Fica muito mais propenso às alegrias da vida, do que as tristezas.
  • Recebe melhor, todas as boas coisas da vida.
  • Torna-se verdadeiro. Torna-se quem realmente nasceu pra ser.
  • Você se conecta com Deus.

Com o passar do tempo, aprendi a meditar. Entendi duas coisas fundamentais:

1. A meditação deve ser feita frequentemente, diariamente, 24 horas por dia. Devemos ter um momento de quietude SIM, em nosso dia-a-dia. Mas devemos enxergar a meditação como parte de um processo de mudança e nova filosofia de vida.

2. A meditação não tem prazo para tornar-se funcional. Não precisamos ter pressa de chegar a algum lugar. Tudo acontece aqui, e agora. Tudo começa e termina dentro de mim, e tudo acontece no tempo em que deve acontecer.

Reflito sobre minha vida o tempo inteiro. Não de uma forma egocêntrica, como se apenas o meu próprio eu fosse importante no universo. Nada disso! Medito sobre mim, e penso sim em mim, a fim de ser alguém melhor para mim e para o outro. Medito, para estar aqui, agora, escrevendo para você. Medito para expandir.

E a prática em si, traz benefícios para a minha mente, para o meu espírito, e para meu corpo. Por falar em corpo… Quando comecei a meditar, fui observando pequenas coisas, que faziam toda diferença; por exemplo: aprendi a respirar. E bem, sou instrutora de dança. Isso devia ser uma regra. Mas foi através da meditação, que aprendi a respirar corretamente, de fato. E hoje, tenho a oportunidade de trazer isso às minhas aulas.

Fui conciliando a importância do tempo que estava dedicando a me examinar, me auto-conhecer, e me conectar com o Supremo, com uma boa postura, uma respiração correta, e todos os demais benefícios que ela proporciona para minha saúde. É um processo. E vamos progredindo, pouco a pouco.

Por sinal, você sabe quais os benefícios da pratica da meditação para a nossa saúde?

Benefícios da meditação para a saúde:

  • Reduz a dor.
  • Melhora o sistema imunológico.
  • Alivia a ansiedade, depressão, raiva, e confusão.
  • Aumenta o fluxo sanguíneo e diminui a frequência cardíaca.
  • Incentiva a inteligência e criatividade.
  • Confere uma sensação de calma, paz e equilíbrio.
  • Ajuda a prevenir doenças cardíacas.
  • Facilita o controle mental e emocional.
  • Aumenta a energia.
  • Reduz o estresse.

infografico-beneficios-da-meditacao-meditacao-guiada-blog-ponto-da-lira

Você gostou desse artigo?
Não deixe de enviar seu feedback para pontodalira@gmail.com
E se essa foi sua primeira visita ao blog, seja bem-vindo e volte sempre ao nosso ponto de encontro. Siga-me nas redes sociais, também.
Bisousinhos

Update: inclui um infográfico, para que o artigo (que por sinal, está bem grande) flua de forma mais dinâmica.


assinatura-blog-ponto-da-lira